terça-feira, 23 de agosto de 2016

POR DENTRO DO GOUINAGE

Tanto hoje quanto antigamente, Gouinage é uma modalidade bastante apreciada. É o famoso sarro, rela-rela ou esfrega, chegando ao orgasmo sem penetração.

Os mais radicais desconsideram qualquer tipo de penetração, ainda que não seja com o pênis. Nada de boquete, enfiar dedos, nem língua... sendo permitido no máximo beijos na boca. Mas a maioria inclui neste 'sexo sem coito' as chamadas preliminares de uma relação habitual, excitando o parceiro através de carícias, masturbação, sexo oral e introdução de dedos.

O tesão do Gouinage é simplesmente ter prazer sexual sem penetração, e com um posicionamento de igual para igual entre os parceiros. Nesta modalidade não há passivo ou ativo, dominador e submisso, estimulando a criatividade e a curtição sem pressa.

Embora rotulado como um tipo de sexo incompleto, Gouinage se mostra possível não só entre as mulheres, que não têm pênis e conseguem realizar plenamente o sexo entre elas, mas também entre os homens independente dos dois serem só ativos ou só passivos - o que pode dificultar, mas não impede nenhuma transa.
Como não há penetração, o ato sexual é todo dedicado à exploração dos sentidos: o olhar, o toque, o cheiro, o gosto... - a famosa "pegada". E quem nunca sentiu um imenso prazer num simples abraço? Assim, Gouinage dispensa a penetração, na certeza de que é possível chegar ao ápice sem o sexo convencional.

Polêmico sim, haja vista que no sexo propriamente dito tem que haver penetração, Gouinage mais liberal, vamos assim dizer, não deixa de ser uma alternativa também para o sexo às escuras, com desconhecidos e, ou em lugares impróprios. Seja pelo fato de não haver segurança ou condições propícias para se fazer o sexo com penetração, ou por questões relacionadas à integridade física como, por exemplo, a prevenção de doenças ou os possíveis incômodos físicos do coito.

A vida real não é como nos filmes pornôs, onde a penetração é sempre fácil, limpa e sem dor. Nem todo mundo sente prazer na penetração, sentindo só dor ao invés de prazer (mesmo usando todos os lubrificantes!) - pode ser uma questão de anatomia, de gosto e personalidade. Já ouvi muito homem dizendo ser doido pra dar, mas que não aguentava por doer muito. Por outro lado, tem aqueles com dificuldades em manter a ereção durante a penetração, podendo o Gouinage servir como uma alternativa. Além é claro, também, dos homens que buscam uma boa curtição sem ter que se preocupar com quem come quem pois querem mais é brincar bem gostoso.




DETALHES E INSCRIÇÕES PRÓXIMOS ENCONTROS  ACESSE AQUI